Especialidades / Endocrinologia

Diabetes Mellitus

O Diabetes Mellitus é uma doença crônica caracterizada por taxas elevadas de açúcar no sangue. Isto pode ser devido a produção ineficiente de insulina pelo pâncreas ou pela dificuldade do organismo responder a insulina produzida (resistência insulínica). O quadro clínico varia desde ausência de sintomas até sintomas clássicos como aumento na frequência de urinar, aumento da sede e da fome e emagrecimento. Quando a doença não é tratada, pode causar várias complicações. Entre elas estão doenças cardiovasculares, acidentes vasculares cerebrais, doença renal crônica, úlceras no pé, retinopatia diabética, internações hospitalares por descompensação aguda (cetoacidose diabética e estado hiperosmolar) e até mesmo morte.
Existem três tipos principais de diabetes:
O diabetes mellitus tipo 1 resulta da falência na produção de insulina pelo pâncreas. O diagnóstico é feito na maioria dos casos durante a infância e adolescência, porém pode ocorrer em qualquer idade. Sua origem é correlacionada com auto-imunidade em aproximadamente 90% dos casos.

O diabetes mellitus tipo 2 tem origem na resistência à insulina, uma condição em que as células do corpo não respondem à insulina de forma adequada. À medida que a doença avança, pode também desenvolver-se insuficiência na produção de insulina. Está principalmente relacionada aos hábitos de vida não saudáveis e genética.
A diabetes gestacional é a condição em que uma mulher sem diabetes apresenta níveis elevados de glicose no sangue durante a gravidez.

O diagnóstico é feito pela medida do açúcar no sangue que é chamado de glicemia plasmática ou pela HbA1c. Quando a glicemia está acima de 126mg/dl ou HBA1c de 6,5% ou mais por 2 exames consecutivos, faz-se o diagnóstico de diabetes. Uma medida aleatória de glicemia de 200mg/dl com sintomas clássicos também pode fazer o diagnóstico.
O grande pilar do tratamento para o diabetes consiste na mudança dos hábitos de vida: alimentação saudável, redução dos carboidratos e açucares refinados, atividade física regular, ausência de tabagismo, controle de pressão arterial e perda de peso.

Os tratamentos medicamentosos são indicados em todos os pacientes com diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2 porém de formas diferentes. O diabetes mellitus tipo 1 deve ser tratado exclusivamente com insulina que pode ser por meio de aplicações diárias com seringas ou canetas varias vezes ao dia ou com bomba de infusão contínua de insulina.
Já o diabetes tipo 2 tem como opção vários medicamentos orais e as insulinas em alguns casos. O diabetes gestacional por muitas vezes consegue ser estabilizado com dieta e atividade física porém quando necessário deve-se introduzir insulina para melhor controle da glicemia.

A melhor forma de prevenir os tipos de diabetes evitáveis (tipo 2 e gestacional) é manter uma vida saudável: sem exageros alimentares e com atividade física regular. Tendo em vista um peso adequado o organismo não ficará sobrecarregado ao longo dos anos.

Nossas Especialidades

Dermatologia Clínica Dermatologia Cirúrgica Dermatologia Estética Cirurgia Plástica Cirurgia Vascular Ginecologia e Obstetricia Endocrinologia Nutrição Fisioterapia Dermatofuncional

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato:


Clínica Stöckli. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &